António Leal

antónio-leal-trombone

António Leal

Trombone

Natural de Freamunde, deu os primeiros passos na música com o seu pai José Luís Leal Pacheco. Mais tarde ingressou na classe de trombone dos professores Alexandre Fonseca e José Borges na ARTAVE (Caldas da Saúde-Santo Tirso), concluindo com a nota final de curso de dezasseis valores. 

No ano letivo de 2000/2001 inicia os seus estudos na ESMAE (Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto), onde teve como professores Emídio Coutinho, Hugo Assunção John Etterbeek e Severo Martinez, concluindo a em 2004 a sua Licenciatura de Trombone com a nota final de dezasseis valores. 

Concluiu recentemente o curso de Mestrado do Ensino da Música ramo instrumento, variante Trombone, na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto (ESMAE) com a nota final de 16 valores.

A sua experiência como instrumentista e professor, é diversa e algo extensa.

Fez diversos concertos com as Orquestra Sinfónica da ARTAVE, Orquestra de Sopros da ARTAVE, Orquestra Sinfonieta-ESMAE, Orquestra Filarmonia das Beiras,  Orquestra Nacional do Porto, atual Orquestra Sinfónica da Casa da Música.

Desde de 2004 tem lecionado com regularidade, sendo que já lecionou no Ensino Secundário na EB 2/3 de Vila Verde-Braga e na EB 2/3 Nadir Afonso Chaves, lecionou ainda a disciplina de Educação Musical no Ensino Primário no Concelho Municipal de Lousada, foi professor de Formação Musical no Conservatório de Música de Paredes, professor de Trombone na Escola Municipal de Música da Póvoa de Varzim, na Academia de Música de Arouca, Escola de Artes da Bairrada, Conservatório de Música de Barcelos e Conservatório de Música de Felgueiras. 

Participou ainda em diversas mastersclasses de metais de trombone, orientados pelo quinteto de metais do Porto, Spanish Brass Lur Metals, Jonathan Pipen e Emídio Coutinho, entre outros.

É membro fundador do quinteto Quinteto de Metais GAUDETTE desde 2003 em conjunto com os professores Rui Brito, Hélder Magalhães, Vítor Vieira e Filipe Fonseca, com o qual tem vindo a desenvolver diversos trabalhos na área da pedagogia musical e na realização de várias parcerias com o coro da Sé Catedral do Porto, Orfeão de Rio Tinto, entre outros.

Ao longo da sua atividade artística, teve a oportunidade de trabalhar com conceituados maestros nacionais e internacionais: António Saiote, Marc Tardue, Omri Hadari, Paulo Martins, José Eduardo, entre outros.

Frequentou ainda o curso de maestro de Bandas e coros organizado pelo Inatel no ano de 2002, e recentemente participou no Curso de Direção Coral e interpretação do reportório Litúrgico organizado pela Diocese do Porto.

Em 2015 participou no Workshop de Improvisação Orquestral organizado pelo Centro Cultural de Amarante com o formador Tim Steiner, assim com tem sido um dos professores orientadores do Estágio de Orquestra de Sopros do Conservatório do Vale do Sousa e no Centro Cultural de Amarante.

 

Atualmente leciona trombone no Conservatório do Vale do Sousa-Lousada e no Centro Cultural de Amarante, onde também é professor da Orquestra de Sopros, e na Artâmega – Academia de Artes do Marco de Canaveses.